terça-feira, 8 de julho de 2008

'a dor inexplicável

...certa vez eu ouvi falar que a dor que mais dói é a dor da saudade, a dor que nao se explica.
a dor de querer apenas saber se alguém está bem, onde está, nao importando se está belo ou feio, mas apenas o saber!
Oh, mas a saudade dói. e dói demais!
'E mesmo sabendo que está bem, não impedirás de chorar' [catedral - a tempestade e o Sol]
Lágrimas essas que representam a dor e a angústia de não poder estar perto, de saber que está longe e que a volta é uma espera inútil.
E as noites mal dormidas ? E os olhos inchados ? E essas lagrimas derramadas ?
o conforto está na confiança e na entrega de um Deus que pode confortar o pior dos corações mais aflitos, o desespero, a agunia...Somente ele vem acalmar.
O tempo ?
Ele é apenas um detalhe, um detalhe para amenizar a ausência que por mais 'eterna que seja não impede de ser curada.
Senhor, abrace esses seus pequenos filhos com seus imensos braços de amor e vem com seus anjos proteger.

A saudade é inexplicável e torna tudo vazio e silencioso'. deixando espaço somente para a busca do alívio.

Carina Andrade
[dedicado a Mad]

Um comentário:

/L. disse...

muito lindo o post fiaaaa *.*

sem isnpiração pra comentar'